AUMENTE O FATURAMENTO DA SUA OFICINA COM OS SERVIÇOS DE TROCA DE ÓLEO

Saiba como aumentar o faturamento e a rentabilidade da sua Oficina Mecânica, Funilaria ou Auto Center

Aumente o Faturamento da sua oficina com os serviços de troca de Óleo

No Brasil, o canal de vendas de óleos lubrificantes automotivos para veículos leves, ou seja, carros, vans, pick-ups e SUVs, em Oficinas Mecânicas, Funilarias e Auto Centeres, representa aproximadamente 15% do volume total deste segmento.

Para se obter lucratividade, não adianta apenas lotar a sua oficina de carros, é necessário aumentar o faturamento e a rentabilidade. Implemente formas de ampliar os produtos e serviços oferecidos na sua oficina mecânica, de forma a atrair novos clientes e aumentar o ticket médio do serviço oferecido em sei estabelecimento’. Pense em oferecer ao seu cliente não só resolver dois ou mais problemas de uma vez só, mas sim todos em um só lugar.

Além de oferecer um serviço técnico, focado em mecânica, elétrica e funilaria de qualidade, o que é vital para o negócio, você pode agregar outros fatores também de suma importância em outras áreas como – atendimento, vendas, marketing, administração e contabilidade. A junção de todos esses fatores pode contribuir para garantir a sobrevivência e a lucratividade de seu estabelecimento.

É possível incorporar produtos e serviços de Troca de Óleo em seu estabelecimento utilizando técnicas simples, inovadoras bem como novos hábitos para a sua equipe.

Ofereça promoções para Troca de Óleo e Fluidos Automotivos

Uma ferramenta comercial muito tradicional é a promoção. Elas contribuem para divulgar um novo serviço, desconto ou a oferta de serviços combinados com o objetivo de alavancar novos negócios e rentabilidade.

Pense em algo que seja realmente atraente para o seu cliente.

Invista nas Redes Sociais/Marketing Digital

Outra boa forma de atrair novos clientes e vender mais em seu estabelecimento é por meio de estratégias de marketing digital. Hoje a internet pode ajudar muito a divulgar seu negócio. Redes sociais como Facebook e Instagram podem ajudar, e muito, na divulgação, possibilitando que mais pessoas saibam sobre seu estabelecimento.

Além disso, as redes sociais também trazem opções de relacionamento com o cliente. Por meio das páginas, é possível fazer entrega de material informativo, divulgação de promoções e outros tipos de conteúdo.

E mais: é uma ótima ferramenta para receber feedback dos seus clientes.

Aumente a oferta dos Produtos e Serviços no seu estabelecimento

Veja os produtos e serviços que podem ser agregados a sua Oficina Mecânica:

.  Troca de Óleo de Motor

.  Troca de Óleo da Transmissão Manual, Manual Automatizada e do Diferencial

.  Troca de Óleo da Transmissão Automática

.  Troca de Óleo da Direção Hidráulica

.  Troca de Fluido de Arrefecimento

.  Troca de Fluido de Freio

Defina seus Fornecedores Parceiros

Existem no Brasil em torno de 150 empresas de Lubrificantes e derivados registradas oficialmente na ANP – Agência Nacional de Petróleo, gás e biocombustíveis, e todos os óleo lubrificantes devem estar registrados neste órgão do Governo Federal, com o número do Registro impresso no rótulo do frasco do lubrificante.

Estude as opções em função do perfil de seus clientes. Se você tiver uma oficina especializada em carros de luxo como Mercedes Benz, BMW, Audi, Land Rover, Jaguar, por exemplo, você deverá trabalhar com produtos Premium, que garantam as especificações adequadas para atender cada modelo. Caso sua Oficina tenha um perfil de carros populares, avalie as melhores opções para os líderes de mercado, como GM, Volkswagen, FIAT, Ford, Renault, Honda, Toyota e Hyundai, por exemplo.

Todas as montadoras recomendam óleos sintéticos para os seus veículos novos. As especificações API são sempre as mais modernas, nas categorias API SN ou SP. Já as viscosidades SAE estão cada vez menores, com veículos novos utilizando SAE 5W-30, 5W-40 ou 0W-20, em praticamente todas as montadoras.

A Valvoline é uma empresa multinacional norte americana com mais de 150 anos, não só isto, é a mais antiga do mundo, e fornecedora do óleo de motor do primeiro veículo produzido em série no mundo, o Ford Modelo T, em 1906. A Valvoline possui uma linha de produtos completa aprovada nas principais montadoras no Brasil.

Responsabilidade com descarte OLUC (Óleo Lubrificante Usado ou Contaminado)

Certifique-se cumprir com suas responsabilidades perante a lei no que diz respeito ao descarte de lubrificantes usados. Esse material deve ser coletado mensalmente por uma empresa credenciada pela ANP, que irá posteriormente encaminhar para uma empresa de rerrefino de OLUC.

Fluido de Arrefecimento

O fluido de arrefecimento (Coolant), também conhecido como fluido de radiador tem as seguintes funções:

.  Evitar que o motor funda, por meio da eficiente capacidade de troca térmica.

. Evitar que a água congele ou entre em ebulição (ferva).

.  Ser compatível com os materiais do sistema de arrefecimento.

.  Proteger contra a corrosão a fim de evitar ferrugem no sistema.

No Brasil existem 3 tecnologias encontradas no varejo:

.  Inorgânico: É o mais barato, tem menor eficiência, menor vida útil, e não atende a especificação de nenhuma montadora;

.  Híbrido: Entre 09% a 91% de Orgânico: É relativamente novo no Brasil, possui desempenho intermediário, e aprovação em algumas montadoras;

.  Orgânico: Ou OAT (Organic Acid Technology): Tem melhor desempenho e a grande maioria das montadoras recomendam em seus veículos. Também indicado para veículos de luxo ou esportivos.

Existem também os Anticorrosivos, muito vendidos no varejo, composto apenas por água desmineralizada, corante e aditivo anticorrosivo, mas não evita que a água congele ou entre em ebulição (ferva). Não é recomendado por nenhuma montadora.

O produto pode ser diluído (pronto para uso) ou concentrado (quando é necessário adicionar água). O ideal é água desmineralizada (deionizada), pois a água mineral possui sais minerais que corroem o sistema. A quantidade de água depende do veículo, mas na maioria das vezes 50% do volume do sistema. O produto pronto para uso é bem mais prático.

Fluido de Freio

O órgão mundial que define os níveis de desempenho para fluidos de freio é o DOT, Department of Transportation, criado em 1965 nos Estados Unidos. As principais funções do fluido de freio são:

.  Ponto de Ebulição: Quanto menor o ponto de ebulição do fluido de freio, maior a perda por evaporação, baixando o nível do reservatório. Neste quesito, a melhor especificação é o DOT 5.1;

.  Ponto de Ebulição Úmido: O fluído de freio é higroscópico, ou seja, absorve naturalmente a umidade do meio ambiente. A água entra em ebulição à 100⁰C, e comprometa o bom funcionamento do sistema. Neste quesito, a melhor especificação também é o DOT 5.1;

.  Viscosidade à -40ᵒC: Para que um sistema de frenagem funcione, é necessário que o Fluido de Freio flua. No teste à -40 ⁰C, quanto menor a viscosidade, maior a fluidez, e melhor o funcionamento do sistema. Neste quesito, a melhor especificação é o DOT 4 LV (Low Viscosity);

.  Compatibilidade Química: com as borrachas do sistema.

Existem 4 níveis de desempenho:

.  DOT 3: É o líder de vendas no varejo e o mais barato, mas não atende a especificação de nenhuma montadora;

.  DOT 4: É o que a grande maioria das montadoras recomendam em seus veículos;

.  DOT 5.1: Tem melhor desempenho, indicado para veículos de luxo ou esportivos;

.  DOT 4 LV: É o mais moderno, acompanhando da tendência de menor viscosidade, Low Viscosity.

Aumente o Faturamento de sua Oficina

Siga estas dicas, aumente seu faturamento, seu ticket médio, e seu lucro. Sucesso!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira Outros Artigos

Confira

Você sabe como funcionam os sensores de temperatura do seu carro?

Manter a boa temperatura do motor e outros componentes mecânicos é primordial para evitar gastos…