CUIDADOS NA OFICINA MECÂNICA EM TEMPOS DE QUARENTENA

Ninguém esperava, mas aconteceu: a pandemia do novo coronavírus mudou a nossa forma de viver. Agora, respeitar o isolamento social é fundamental para evitar a propagação da doença e garantir: o funcionamento dos serviços essenciais, a futura retomada do comércio e a reabertura dos ambientes de uso comum. 

Incluídas como serviços essenciais, as oficinas mecânicas não fecharam as portas. Afinal, os profissionais que continuam a trabalhar precisam que seus veículos (públicos ou particulares) funcionem regularmente e, se for necessário, que contem com assistência técnica especializada. 

É para ajudar as oficinas a se manterem funcionando, com total proteção, que a Valvoline separou algumas dicas para enfrentar esse desafio. Vamos lá?

1 – Lave as mãos com frequência

Parece óbvio, mas essa é uma recomendação recorrente do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Por se tratar de um vírus transmitido por contato, manter as mãos higienizadas é uma das formas mais eficientes de prevenção. Mas atenção: é preciso lavar as mãos até os punhos, com água e sabão ou detergente.

Para ajudar, espalhe frascos de álcool gel (70%) em lugares estratégicos, ou seja: próximos às estações de trabalho e portas de entrada e saída.

2 – Evite o contato físico com clientes e colegas

Como a maioria dos contaminados permanecem assintomáticos, o recomendado é manter a distância, de pelo menos 2 metros, com os clientes e os colegas de trabalho. 

Evitar apertos de mão, reuniões presenciais e almoços coletivos pode ser um desafio, mas é uma atitude necessária para evitar o contágio, demonstrando preocupação com o próximo.

3 – Utilize os equipamentos de segurança de maneira adequada

Usar máscaras e luvas não deixam você 100% seguro, principalmente se esses itens não forem usados corretamente.

 As luvas não devem substituir o hábito de lavar as mãos com frequência. E as máscaras, precisam ser trocadas toda vez que estiverem úmidas. Se forem reutilizáveis, devem ser lavadas apenas pelos usuários com água e sabão ou detergente neutro.

4 – Evite o contato das mãos com olhos, boca e nariz

Mesmo com máscara, luva e a higienização constante das mãos, é muito importante tomar cuidado para evitar o contato com os olhos, a boca e o nariz. São elas as principais portas de entrada do vírus.

Essa é a recomendação número um e precisa ser levada a sério. Oriente todos da oficina para seguir esse aviso.

5 – Mantenha as superfícies de contato higienizadas

Quanto mais limpa for a sua oficina, melhor. Manter pisos, pias, vasos sanitários, maquinário, etc, é importante, mas os balcões e estações de trabalho precisam ser higienizadas antes e depois do uso.

6 – Não compartilhe as ferramentas

As ferramentas usadas no reparo de veículos devem ser de uso pessoal. Montar um kit para cada um é uma forma de prevenção e ainda pode otimizar o tempo que é gasto procurando os equipamentos.

7 – Otimize os processos de pagamento

Evite a manipulação de cédulas e moedas. Opte por formas mais modernas como cartões e transferências bancárias. Mas atenção: as maquininhas de cartão também precisam ser higienizadas constantemente, antes e depois do uso.

8 – Organize os agendamentos para evitar aglomerações

Nesta hora vale tudo para manter uma agenda organizada e conter o excesso de funcionários e clientes na oficina. Use o Facebook, o WhatsApp, faça ligações e tudo que estiver ao seu alcance para montar escalas e agendar atendimentos evitando aglomeração de pessoas.

9 – Cuidados com o carro do cliente

Para garantir a segurança de todos, é muito importante higienizar os carros que chegam na oficina. Tanto no momento da chegada quanto no momento da partida. Confira as dicas:

  • Não use o álcool gel 70% no interior do veículo;
  • Use uma mistura de água e sabão ou detergente neutro e borrife no volante, painel, alavanca de câmbio, freio de mão e maçanetas. Finalize a higienização com um pano macio, esfregando por toda a superfície;
  • Cuidado com os itens delicados: nas telas multimídia passe apenas um pano seco e nos bancos estofados, não use alvejantes, água oxigenada ou álcool;
  • Oriente os clientes sobre a importância de higienizar o ar-condicionado e trocar o filtro.

10 – Pessoas do grupo de risco não devem trabalhar durante a pandemia

Funcionários com mais de 60 anos ou com histórico de doenças respiratórias e baixa imunidade, precisam ser afastados do trabalho e permanecer em casa. Dê férias, licença, faça o que for preciso para manter esse grupo distante da oficina, mas recebendo.

11 – Procure manter os ambientes ventilados 

A última dica é manter a oficina bem ventilada. Uma recomendação feita por vários especialistas na prevenção da Covid-19 e de outras doenças transmissíveis.


Por fim, é importante lembrar que essas recomendações não evitam o contágio e são apenas formas de prevenção. Mas, compartilhando com todos, a oficina, os colegas de trabalho e os clientes ficam mais protegidos. Faça a sua parte e vamos enfrentar esse desafio juntos

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira Outros Artigos

Confira

Você sabe como funcionam os sensores de temperatura do seu carro?

Manter a boa temperatura do motor e outros componentes mecânicos é primordial para evitar gastos…