DICAS SOBRE MANUTENÇÃO DO SISTEMA DE SUSPENSÃO

  • O que é um Sistema de Suspensão?
  • Componentes do Sistema de Suspensão Automotiva
  • Dicas para Manutenção da Suspensão
  • Fluido do Amortecedor – SAF – Shock Absorver Fluid 
  • Recomendação Valvoline

O que é um Sistema de Suspenção?

O Sistema de Suspensão do veículo é responsável por absorver os choques e vibrações do solo através dos pneus, em ruas e estradas, conhecidos como On Road, e fora delas, os Off Road. Desta forma, fornece ao motorista conforto e segurança. Normalmente os On Road tem o objetivo de proporcionar conforto, especialmente em carros de luxo, utilizando um sistema de suspenção macio, ou de segurança, no caso dos carros esportivos, que utilizam um sistema de suspenção mais duro, para segurar o veículo na pista. Já os Off Road, que trabalham em vias de terra e acidentados, a suspenção deve ser mole para suportar os choques e as oscilações.

Este Sistema é composto por vários componentes que trabalham em conjunto.

sistema de suspensao

Componentes do Sistema de Suspensão Automotiva

Os componentes do Sistema de Suspenção são:

§  Amortecedor: É a peça mais importante do Sistema de Suspenção, e controla a oscilação da mola, trazendo estabilidade, reduzindo a força do impacto que é transmitida para o veículo. É a única peça lubrificada do Sistema de Suspenção. Os principais fabricantes de amortecedores no Brasil são Cofap, Nakata, Monroe, AC Delco, Corven e KYB.

§  Mola: Atua em conjunto com o Amortecedor para reduzir o impacto dos obstáculos que o veículo enfrenta na pista, e podem ser do tipo feixe e helicoidais. 

§  Braço Oscilante (Bandeja): Une a coluna da suspensão do carro ao chassi. Como a coluna é articulável, precisa da movimentação do Braço Oscilante.

§  Pivô de Suspensão e Buchas: Fixam a coluna de suspensão ao chassi. Auxilia o movimento de sobe e desce na coluna de suspensão, além de permitir que ela gire em seu próprio eixo.

§  Batente (Coxim): Peça encaixada na haste do Amortecedor que serve para ligar o conjunto de Amortecedor e Molas à carroceria do veículo.

§  Barra Estabilizadora: Liga as colunas de suspensão, e presa na carroceria, com função de aumentar a estabilidade em altas velocidades. 

Dicas para Manutenção da Suspensão

Dirigir com a suspensão danificada compromete o conforto e a segurança, e pode levar ao desgaste de outras peças do veículo. Um motorista que leva seu carro à uma oficina, normalmente não sabe explicar exatamente o problema, mas percebe o aparecimento de barulhos estranhos na suspensão, e a perda a estabilidade, especialmente nas curvas. O importante é que o mecânico faça o diagnóstico correto, e tome as ações para resolver os problemas, como por exemplo:

§  Cuidados no dia a dia: Fiquesempre atento a ruídos na suspensão, desconforto ao dirigir, ou perda de estabilidade nas curvas. Isso ajudo muito para que o processo de manutenção seja bem mais rápido e fácil de ser feito.

§  Monitorar o desgaste: Como em qualquer autopeça, o conjunto da suspensão apresenta um desgaste natural causado pelo uso, conhecido como vida útil. Por isso, em algum momento, as peças precisarão ser substituídas. Consulte o manual do proprietário para garantir a troca no prazo correto.

§  Inspeção periódica: É essencial respeitar o período de revisão preventiva. Isso faz com que os problemas sejam identificados com antecedência e, consequentemente, danos maiores são evitados.

§  Manter o alinhamento: A falta de alinhamento causa danos aos pneus, atrapalha a direção, aumenta o risco de segurança, além de forçar e danificar a suspensão.

§  Trocar a peça: Se o sistema apresenta problema porque alguma peça está desgastada, o melhor a fazer é substituí-la. Do contrário, o problema irá piorar, danificando outras peças e o conjunto como um todo.

Outras dicas:

§  Toda manutenção no seu carro, seja na suspensão ou outro sistema, deve ficar nas mãos de profissionais de confiança.

§  Se ainda não tem um mecânico de confiança, peça indicações e referências.

§  Se o mecânico recomendar a troca dos amortecedores apenas pela quilometragem sem que haja sinais de desgaste, desconfie.

§  Nunca aceite peças recondicionadas, por serem mais baratas. A sua segurança não tem preço.

§  Prevenção é sempre a melhor alternativa.

§  Tente evitar os buracos da pista. Fique atento.

§  Se não for possível desviar das irregularidades da via, passe em baixa velocidade.

§  Se o buraco for inevitável, freie antes, não quando estiver nele.

Fluido do Amortecedor – SAF – Shock Absorver Fluid 

amortecedor

Em vibrações mecânicas, o amortecedor é o elemento encarregado de dissipar energia. Oscilações em meios que contenham atrito ou no ar ou em meios fluidos são caracterizadas por ocasionarem perdas de energia ao Sistema.

O primeiro amortecedor foi criado em 1926 por August F. Meyer, o fundador da atual Monroe. Um amortecedor faz os ciclos de extensão e compressão aproximadamente 2.600 vezes por quilômetro rodado, o que equivale dizer que aos 30.000 km completa 78 milhões desses movimentos, produzindo desgastes em seus componentes internos.

O Amortecedor é composto, em média, de 50 itens, entre eles o SAF, Shock Absorver Fluid, ou Fluido do Amortecedor, que nada mais é do que um óleo hidráulico com características especiais para suportar as mais baixas e as mais altas temperaturas.

Dentre os seus principais componentes estão: tubo reservatório, tubo de pressão, fixações e suportes (olhal, suporte de mola, suporte para fixar diretamente à bandeja da suspensão, suporte para prender tubulações de freio), haste, pistão, válvula do pistão e válvula da base.

válvula de pistão e válvula da base

Ciclo de Extensão, é quando o amortecedor é distendido, o óleo da câmara de tração é forçado para baixo através dos furos existentes no pistão após a abertura das válvulas de controle de tração e passa para a câmara de compressão.

Ciclo de Compressão é quando o amortecedor é comprimido e o óleo da câmara de compressão deve ser forçado para a câmara de tração por outra série de passagens após abrir a válvula do pistão. Nota-se que nessa ação a haste está sendo introduzida no tubo de pressão, ocupando um espaço na câmara de tração. 

Recomendação Valvoline:

Vimos que o sistema de suspenção é essencial para garantir o conforto e a segurança de um veículo. Se você pegar uma estrada com a família, mesmo que seja um “tapete”, esburacada ou de terra, na chuva ou no sol, no verão ou no inverno, faça sempre uma revisão com um profissional de confiança. Este tempo e cuidado valem à pena.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira Outros Artigos

Confira

Você sabe como funcionam os sensores de temperatura do seu carro?

Manter a boa temperatura do motor e outros componentes mecânicos é primordial para evitar gastos…